Em ação de R$ 21 bi, MPF pede à Justiça para proibir mudança da JBS para o exterior

O Globo

Os procuradores da Operação Bullish, que apura maracutaias com dinheiro do BNDES, acabam de reapresentar uma ação de improbidade administrativa contra os envolvidos no processo de internacionalização da JBS.Entre os denunciados estão Guido Mantega, Antônio Palocci, Luciano Coutinho e, claro, Joesley, Wesley e José Batista. Ao todo, os procuradores exigem o ressarcimento de R$ 21 bilhões aos cofres públicos.

RelembreCinco operações em que a JBS é investigada 

Grande parte do conteúdo da denúncia já havia sido apresentada no final do ano passado. Na ocasião, a Justiça pediu, porém, que o caso fosse fatiado, o que gerou nove denúncias diferentes. Uma deles traz um novidade.

A Bullish pede que o Judiciário proíba a transferência da sede da JBS e da J&F para o exterior, ate que os acusados paguem o que devem. De acordo com uma reportagem da “Folha de S.Paulo”, publicada em dezembro, o grupo planejava levar a JBS para a Holanda ou Luxemburgo.

(Atualização: A J&F enviou a seguinte nota oficial: “J&F e seus acionistas seguirão fiéis aos fatos e ao Acordo de Leniência assinado com o Ministério Público Federal, a despeito dos reiterados ataques da Operação Bullish. É inacreditável, inaceitável e desleal que se usem as informações fornecidas pelos colaboradores contra eles mesmos. Como reconheceu recente decisão da Justiça que rejeitou a mesma denúncia, mas em âmbito criminal, os relatos feitos pelos colaboradores da J&F à Operação Bullish serviram para descortinar inúmeros fatos, até então desconhecidos pelas autoridades. Todas as operações com o BNDES seguiram os procedimentos e a transparência legais. O retorno dos investimentos do BNDESPar na JBS supera os R$ 20 bilhões, fazendo deste o melhor investimento do banco no setor. Além disso, uma investigação independente contratada pelo BNDES e auditada externamente confirmou a regularidade técnica das operações entre o grupo e o banco, corroborando o que sempre foi sustentado pelos colaboradores da J&F. Todos os fatos narrados estão contemplados no Acordo de Leniência da J&F. Os procuradores da Operação Bullish participaram ativamente das negociações do acordo e se ausentaram apenas na data da sua assinatura. A discordância entre os procuradores se deu quanto à destinação dos recursos da leniência, o que não poderia, em nenhuma hipótese, prejudicar a empresa e os colaboradores).

Print Friendly, PDF & Email
error: