Fachin paga dívida e homologa repactuação da delação dos irmãos Batista

O Antagonista

Edson Fachin homologou a repactuação do acordo de delação dos irmãos Joesley e Wesley Batista com a Procuradoria-Geral da República. Eles terão de pagar R$ 1 bilhão e cumprir prisão domiciliar.

Em 2017, Rodrigo Janot pediu a rescisão ao Supremo depois de descobrir que Marcelo Miller, ex-procurador que negociou outras delações, auxiliava os empresários enquanto ainda integrava oficialmente o Ministério Público Federal.

Print Friendly, PDF & Email
error: