J&F, dos irmãos Batista, perde arbitragem bilionária para Paper Excellence sobre Eldorado

O Globo

Marcos Alves

 

 

A Paper Excellence venceu a J&F, dos irmãos Batista, na arbitragem travada pelas companhias desde 2019 pelo controle da fabricante de celulose Eldorado. O grupo indonésio levou a disputa, que envolve um negócio de R$ 15 bilhões, por 3 votos a zero.   

Em decisão datada desta quarta-feira, o tribunal arbitral da Câmara de Comércio Internacional determinou que a PE pode comprar a participação remanescente da J&F na Eldorado, de 50,59% do capital, sob os termos do contrato original de 2017. A PE tem 49,41% da Eldorado por meio da CA Investment. Como têm maioria, os irmãos Batista controlam a produtora de celulose.

A coluna procurou a J&F, mas o grupo ainda não se posicionou sobre a derrota.

LEIA MAIS: Adversária da família da JBS no Brasil, Paper Excellence enfrenta obstáculos no Canadá

A Paper Excellence é controlada pela família Widjaja, uma das mais ricas da Indonésia. Sua disputa com a família Batista começou em 2018. Um ano antes, a J&F Investimentos assinou contrato para vender a Eldorado à Paper Excellence em etapas. Mas, depois de a Paper Excellence ter adquirido 49,4% da companhia, as partes se desentenderam e a conclusão da venda emperrou. 

Os Widjaja acusam os Batista de impôr obstáculos à conclusão do negócio para receber um volume maior de recursos com a transação, enquanto os brasileiros sustentam que o clã indonésio retardou pagamentos e descumpriu cláusulas do acordo.

Presidiu o tribunal arbitral Juan Fernandez Armesto, que comandou a CVM espanhola nos anos 1990. Os outros árbitros foram Anderson Schreiber, professor titular da Uerj, e o advogado José Emilio Nunes Pinto. 

Print Friendly, PDF & Email
error: