J&F viola acordo de leniência e não paga RS$ 75 milhões à Petros

A Petros informou que a J&F, holding da família Batista que controla empresas como a JBS e a Eldorado Celulose, entre outras, deixou de pagar R$ 75 milhões à fundação na data de 1o de dezembro conforme

determina o acordo de leniência firmado com o Ministério Público Federal (MPF) em 2017. O pagamento refere-se a multa e ressarcimentos à Petros por conta de aportes feitos por essa no FIP Florestal, veículo de investimento usado para atrair recursos para o projeto da Eldorado Celulose. Petros e Funcef eram cotistas desse fundo, investigado pela Polícia Federal e Ministério Público na operação Greenfield.

No acordo de leniência assinado pela J&F em 2017, a empresa se comprometeu a pagar um total de R$ 10,3 bilhões aos credores, entre eles a Petros, a título de multa e ressarcimento por aportes feitos por eles nesse veículo de investimento. O valor a ser pago à Petros foi estipulado em R$ 1,7 bilhão, que deveria ser depositado ao longo de 25 anos, em parcelas anuais devidamente corrigidas pelo IPCA. Até o momento foram quitados cerca de R$ 133 milhões.

O pagamento da parcela com vencimento em 1o de dezembro deste ano não foi feito. A holding J&F ingressou com ação na Justiça Federal e no Ministério Público Federal pedindo a suspensão do pagamento, alegando a necessidade de rediscutir o valor do acordo de leniência. A Petros informa que “já tomou as medidas cabíveis, com apoio de escritório especializado, e formulou pedido, perante a Justiça Federal e o Ministério Público Federal, para assegurar o cumprimento do acordo”.

Print Friendly, PDF & Email
error: