Justiça torna réu procurador acusado de vender informações a Joesley

O TRF-1 aceitou denúncia e tornou réu o por corrupção passiva, violação de sigilo funcional, lavagem de dinheiro e obstrução de investigação criminal o procurador da República Ângelo Goulart Villela.

Ele foi acusado de aceitar a promessa de pagamento de propina para repassar informações sigilosas a Joesley Batista, dono do Grupo J&F.

Em delação premiada, o empresário declarou que o procurador aceitou promessa de pagamento de propina para contar detalhes da Operação Greenfield, que investiga a existência de esquema de fraudes em fundos de pensão.

Segundo o MPF, as condutas irregulares foram comprovadas por meio de documentos, gravações e ações controladas.

Print Friendly, PDF & Email
error: